Notícias / Secretaria de Habitação
Publicado em: 06/03/2018 às 17:40
Prefeito vai a Brasília pedir 700 casas e prepara duas outras áreas para distribuir 1.500 lotes urbanizados
Ministério das Cidades publicou Portaria abrindo inscrições para municípios solicitarem casas da Faixa 1. Além desse pedido, Prefeitura dá andamento ao processo de compra de duas áreas para oferecer 1.500 lotes urbanizados.

 

O prefeito Pedrinho Eliseu tem viagem marcada para a cidade de Brasília nesta quarta-feira (7) para tratar de um assunto de muito interesse da população ararense. Ele vai protocolar no Ministério das Cidades um pedido de 700 novas casas populares, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida. As casas são para a Faixa 1, ou seja, famílias com renda mensal de até R$ 1.800,00.

O Ministério das Cidades publicou em fevereiro último a Portaria nº 114/2018, abrindo o cadastramento para a aquisição de imóveis com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), no âmbito do Programa Nacional de Habitação Urbana, integrante do Programa Minha Casa, Minha Vida. O prazo final é dia 30 de março.

A pedido do prefeito Pedrinho Eliseu, a Secretaria Municipal de Habitação providenciou toda a documentação necessária para protocolar a solicitação em Brasília. O próximo passo do governo municipal será uma reunião com a Superintendência da Caixa Econômica Federal, órgão que administra as verbas do FAR.

Caso o Município seja contemplado, por se tratar de casas para a Faixa 1 a responsabilidade é da própria Prefeitura em administrar o cadastramento, com inscrição e seleção das famílias beneficiadas. Função essa da Secretaria Municipal de Habitação.

 

Mais 1.500 lotes urbanizados

Além desse pedido de novas casas populares, a Prefeitura de Araras está trabalhando para oferecer outros 1.500 lotes urbanizados, conforme promessa de campanha do prefeito Pedrinho Eliseu.

A Prefeitura está em fase final de definição de duas áreas para serem declaradas de utilidade pública, áreas que o Município vai comprar e lotear. Seriam 750 lotes em cada área, totalizando 1.500 terrenos, também de responsabilidade da Secretaria de Habitação em fazer os cadastros e seleção das famílias contempladas.

A proposta do prefeito Pedrinho Eliseu é valorizar lotes urbanizados, como já ocorreu em Araras com o Parque Tiradentes e o Parque Dom Pedro II. Neste formato, as famílias beneficiadas fazem suas casas de acordo com seus próprios critérios, e ainda colaboram para movimentar a economia local, comprando materiais de construção nas lojas ararenses e contratando profissionais da construção civil também da própria cidade.

 

 

Secom/Prefeitura de Araras