Notícias / Saúde
Publicado em: 13/05/2019 às 11:57
Vítima de acidente grave recebe alta e emociona socorristas do Samu
Eduardo Venâncio ficou gravemente ferido após colidir frontalmente com outro motociclista na Avenida Augusta Viola da Costa, no dia 19 de abril

Secom

Emocionados, socorristas e bombeiros comemoram salvamento de Eduardo

 

Após 20 dias de internação, a volta para casa de Eduardo Venâncio, 24 anos, vítima de acidente de moto, emocionou funcionários do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) e do Corpo de Bombeiros. O trabalho de salvamento foi resultado da união de forças das duas corporações e as equipes envolvidas na ocorrência se reencontraram com o jovem na última sexta-feira (10).

Eduardo quase perdeu a vida após colidir frontalmente com outro motociclista na Avenida Augusta Viola da Costa, no dia 19 de abril. De acordo com informações do médico do Samu Matheus Munhoz Vidotto, a situação do paciente era extremamente crítica quando as equipes chegaram ao local.

 “Era uma vítima em estado grave, com trauma de face extenso, que estava em parada cardiorrespiratória. Nós somamos esforços junto à equipe do Corpo de Bombeiros para tentar reverter essa situação e, após a ressuscitação cardiopulmonar, conseguimos levá-lo com vida à Santa Casa de Araras”, comentou.

O cabo do Corpo de Bombeiros, Carlos Alberto Gaspar Lotterio, realizou o primeiro atendimento ao jovem e disse que havia uma aglomeração de pessoas ao redor do acidente.

 “Assim que chegamos ao local, tivemos a missão de tentar manter a calma das pessoas que estavam muito assustadas com o cenário. Após isso, nosso objetivo foi estabilizar a vítima para que o prognóstico fosse o melhor possível”, ressaltou.

Eduardo não mede palavras para agradecer as equipes que o socorreram. “Eu só tenho a agradecer todos esses profissionais por terem salvado minha vida, foi um milagre”, comentou o jovem.

“Não há salário que pague tamanha recompensa. No primeiro momento, o Eduardo estava sem vida, em parada cardiorrespiratória. E, agora, ele está aqui conversando com a gente. Nós conseguimos entregá-lo com vida para a família. Não há recompensa maior que essa”, finalizou o médico do Samu.

De acordo com a enfermeira coordenadora do Samu de Araras, Marili Clélia Souza, um dos fatores mais importantes para salvamentos como esse é a qualidade das informações passadas aos médicos durante a ligação feita pelo 192.

“Um salvamento bem-sucedido depende da qualidade das informações que são passadas ainda pelo atendimento telefônico. Por isso, é importante que as pessoas sempre mantenham a calma, reconheçam a situação e acionem o serviço de urgência já com endereço completo do local, com um nome e telefone para contato. A triagem não demora e é fundamental para sabermos qual recurso enviar para o atendimento”, ressaltou.

Marili reforça também a importância das pessoas manterem a calma no local do acidente. “Os socorristas precisam estar com passagem totalmente livre para realizar o atendimento. Aglomerações só dificultam o atendimento e o salvamento das vítimas. Um minuto de distração pode ser fatal”, comentou.

 

Maio Amarelo

O Samu de Araras realiza de 26 a 30 de maio atividades relacionadas à Campanha “Maio Amarelo - No trânsito, o sentido é a vida”. As atividades de conscientização, que incluem treinamentos e relatos da rotina de trabalho, acontecem das 8h às 16h. Na sexta-feira, dia 30, haverá um simulado a partir das 9h. Todas as atividades serão realizadas juntamente com o Corpo de Bombeiros e são abertas à comunidade.

 

Quando acionar o Samu:

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência deve ser acionado sempre que os seguintes sintomas forem verificados:

 

- Parada cardiorrespiratória;

- Alteração de consciência;

- Dor toráxica;

- Dificuldade respiratória;

-Crise convulsiva;

-Ferimento por arma de fogo;

-Ferimento por arma branca;

-Acidente pessoal grave;

-Acidente de trânsito com vítima;

-Parto iminente;

 

O que fazer:

-Mantenha a calma;

- Responda as perguntas da central;

-Siga as orientações;

-Aguarde a chegada do pessoal especializado

 

Quando não chamar o Samu:

-Consultas médicas;

-Fisioterapias;

-Cefaleia;

-Vômitos;

-Casos sem risco imediato à vida

 

 

Secom/Prefeitura de Araras