Notícias / Cultura
Publicado em: 14/10/2021 às 11:31
Clube do livro de Outubro contará com “Memórias do Subsolo”, de Fiódor Dostoiévski
O encontro será realizado no dia 23 de outubro, às 16h, de forma online.
“Memórias de um subsolo” traz temáticas que serão abrangidas nas próximas escritas de Dostoiévski

 

Neste mês, a leitura escolhida para o Clube do Livro será Memórias do Subsolo, do aclamado autor russo Fiódor Dostoiévski, mais conhecido por seus trabalhos em “Crime e Castigo”. Publicada em 1824, a obra é de grande reconhecimento na literatura e até mesmo no cinema, sendo principal influência para o filme “Taxi Driver” (1976) de Martin Scorcese.

O debate será realizado de forma remota, no dia 23 de outubro, às 16h. Os interessados deverão se inscrever através do link: https://docs.google.com/forms/d/1wQfp_moD1H75DFBABF7CjYEjSynaZrSpaQhJb3UCzA0/edit.

O Clube do Livro de Araras teve seu início em 2019, de maneira independente com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura através dos munícipes apaixonados pela literatura, Danton Favaretto e Isabella Spatti.

 

Resumo de “Memórias de um Subsolo”

Escrito na cabeceira de morte de sua primeira mulher, numa situação de aguda necessidade financeira, 'Memórias do Subsolo' condensa um dos momentos mais importantes da literatura ocidental, reunindo vários temas que reaparecerão mais tarde nos últimos grandes romances do escritor russo. Aqui, ressoa a voz do homem do subsolo, o personagem-narrador que, à força de paradoxos, investe ferozmente contra tudo e contra todos - a ciência, a superstição, o progresso e o atraso, a razão e a não razão. Contudo, investe, acima de tudo, contra o solo da própria consciência, criando uma narrativa ímpar, de altíssima voltagem poética, que se afirma e se nega a si mesma sucessivamente. Não é por acaso que muitos acabaram vendo neste livro uma prefiguração das ideias de Freud acerca do inconsciente. O próprio Nietzsche, ao lê-lo pela primeira vez, escreveu a um amigo: “A voz do sangue (como denominá-lo de outro modo?) fez-se ouvir de imediato e minha alegria não teve limites”.

 

Sobre o autor

Apesar de ser engenheiro por formação, Dostoiévski escreveu vários textos jornalísticos e romances, os quais serviram de influência para diversos pensadores como Jean-Paul Sartre.

 

Nascido em 11 de Novembro de 1821, Fiódor Dostoiévski foi um escritor e jornalista russo. Formado em engenharia, trabalhou sempre como escritor, produzindo textos jornalísticos, romances, contos e novelas. Seus textos destacam questões filosóficas e psicológicas, abordando temas como a culpa, a natureza humana, a pobreza, o racionalismo, a sociedade, as desigualdades, a humanidade e a existência humana. A obra de Dostoiévski influenciou o campo literário desde o século XIX, mas também inúmeras áreas do conhecimento, como a Filosofia e a Psicologia, além de importantes pensadores do mundo como os filósofos Friedrich Nietzsche e Jean-Paul Sartre, bem como o psicanalista Sigmund Freud.

 

Clube do Livro – Calendário de Leituras

Outubro: “Memórias do Subsolo” - Fiódor Dostoiévski

Novembro: “Torto Arado” - Itamar Vieira Junior

Dezembro: “2001: Uma Odisseia no Espaço” - Arthur C. Clarke

 

2022

Janeiro: “Admirável Mundo Novo” - Aldous Huxley

Fevereiro: “O Nome da Rosa” - Umberto Eco

         Secom/Prefeitura de Araras