Notícias / Meio Ambiente
Publicado em: 26/03/2021 às 16:09
Araras reabilitadas no Cras Pró-Arara são destaques na região
Aves foram encontradas em Ipeúna/SP, pelo fotografo Tadeu Fischer, morador de Rio Claro
Arara do Cras encontrada em Ipeúna/SP (Tadeu Fischer – Arquivo Pessoal)

 

Uma arara resgatada do tráfico de animais e reabilitada pelo Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) Pró-Arara – Raul de Barros Winter - em 2018 foi destaque da matéria do G1 e do Terra da Gente, após ser avistada com um filhote nascido na natureza.

A ave foi encontrada em Ipeúna pelo fotografo Tadeu Fischer, morador de Rio Claro, que enquanto observava os animais, conseguiu identificar que a mãe possuía uma anilha o que possibilitou sua identificação. O fotografo contatou o Cras e pode descobrir todo o histórico da ave avistada.

O biólogo Fernando Magnani, responsável pela área de soltura das aves reabilitadas pelo Cras, comentou ao portal G1: “Esse animal, depois de passar tudo o que passou (de ser retirado da natureza ainda filhote, separado dos pais, de viver em cativeiro por vários anos), soube voltar à natureza e entender exatamente o que fazer: procurar um parceiro, um local seguro para o ninho, ter um filhote e continuar os cuidados com ele”.

 “No ano de 2020, o Cras reabilitou mais de 75 aves, entre araras, maritacas, papagaios e passeriformes, desses mais de 90% voltaram a natureza.”, comenta o biólogo do CRAS Pró-Arara, Fábio Luiz Cassiano.

Além da reabilitação das aves, dentro do Cras funciona o Centro de Educação Ambiental (CEA) Pró-Arara, que conta com espaço de exposição contendo ovos, penas, garras das diferentes espécies que passaram pelo local. Nesse espaço são recebidos alunos e visitantes que tem a possibilidade de conhecer o importante trabalho de proteção ambiental realizado e as aves da região.

“O trabalho do Cras é de grande relevância para a fauna e preservação das espécies que continuamente sofrem com a agressão humana. É muito gratificante verificar que todo o esforço para a reabilitação dos animais surte efeito e que a população consegue observar esses belos animais em seu habitat natural”, comenta Rodolfo Bergamin, Secretário de Meio Ambiente e Agricultura.

 

Arara e filhote (Tadeu Fischer – Arquivo Pessoal)

 

 

Arara e filhote (Tadeu Fischer – Arquivo Pessoal)

 

Secom/Prefeitura de Araras

Com informações da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura