Notícias / Saúde
Publicado em: 18/01/2019 às 16:41
Janeiro Branco: servidores da Secretaria de Saúde participam de atividade no CEU José Olavo Paganotti
Com objetivo de trabalhar saúde mental do profissional de saúde, ação aconteceu na tarde desta sexta-feira (18)

 

Seguindo o cronograma do “Janeiro Branco”, mês em favor da saúde mental, 24 servidores da Secretaria Municipal de Saúde participaram de uma atividade sobre o assunto. Com o tema “Cuidando de quem cuida”, a iniciativa aconteceu na tarde desta sexta-feira (18), no CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados) José Olavo Paganotti.

“Sabendo da importância da Campanha Janeiro Branco e seus aspectos relacionados, o objetivo desta atividade é trabalhar a saúde mental do profissional de saúde; promover formas de qualidade de vida, bem-estar, seja no ambiente de trabalho ou na vida em geral. Pois, para cuidar da saúde do outro, é necessário que o indivíduo que detenha as informações esteja bem, pleno. Esse é um projeto-piloto, que nós queremos expandir para todas as unidades de saúde de Araras”, explicou a enfermeira e responsável pelo Núcleo de Educação Permanente, Juliana Martins Teixeira Mendes.

O “Cuidando de quem cuida” foi dividido em duas frentes: primeiramente, uma abordagem mais teórica dos profissionais da saúde mental aos servidores e em um segundo momento, atividades integrativas, efetuadas por alunos da FHO/Uniararas, promovendo qualidade de vida.

“É fundamental nós sermos cuidados primeiro, para termos o conhecimento e futuramente passar para as pessoas. Esse projeto é muito importante, pois a informação traz a prevenção para muitos que não tem acesso”, disse a agente comunitária de saúde do PSF do Narciso Gomes, Thalita Juliana Bento de Oliveira.

 

Problemas mais frequentes   

Entre os problemas mais frequentes relacionados à saúde mental, estão à ansiedade, mal-estar psicológico ou stress continuado, depressão, dependência de álcool e outras drogas, perturbações psicóticas (esquizofrenia), atraso metal, demências, transtorno alimentares (anorexia nervosa e bulimia), transtornos pós-traumáticos, entre outros casos.

“Entre os principais transtornos relacionados à saúde mental, nós temos alguns indicadores que não necessariamente dizem sobre doenças, mas sobre sintomas, tais como irritabilidade, agressividade, ansiedade e problemas de alimentação. Porém, doenças em si, do diagnóstico psiquiátrico e psicológico, nós temos transtornos de ansiedade, depressão, bipolaridade, estresses pós-traumáticos, abuso e uso de substâncias, entre outras doenças”, comentou o psicólogo do CAPS-AD (Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas), Vinicius Barreti.

“Promover ações como essa do Janeiro Branco, faz com que as pessoas reflitam sobre situações passadas, para que tenham uma nova perspectiva de uma nova saúde mental ou uma saúde de maneira geral”, concluiu o psicólogo.

 

Por que do mês e por que da cor?

Janeiro é o primeiro mês do ano e por esse motivo, tem a ideia de um novo começo, novos planos, novos caminhos a seguir e um novo estilo de vida. Já a cor branca, simboliza um quadro ou papel em branco, onde novas histórias podem ser escritas ou desenhadas.

“Em nosso município, nós começamos com ações em 2018 no Bianchini e agora, expandiu para os servidores da Prefeitura. O Janeiro Branco visa o cuidado mental da saúde das pessoas”, disse a psicóloga do Ambulatório de Saúde Mental Aguinaldo Bianchini, Carla Camillo.

Além dos profissionais, também participaram da atividade as psicólogas Letícia Betin, psicóloga do CAPS II, e Raquel Campos Moura, do Ambulatório de Saúde Mental Aguinaldo Bianchini.

Criado em 2014, no Estado de Minas Gerais, o “Janeiro Branco” tem a intenção de mobilizar a sociedade em geral a respeito da saúde mental. Mais informações sobre o “Janeiro Branco” podem ser obtidas pelos telefones 3543-1522 ou 3541-7234.

 

Secom/Prefeitura de Araras